RAPOSA CUIDANDO DO GALINHEIRO

 

‘Puseram a raposa para cuidar do galinheiro’, diz secretário de organização gay

Dirigente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais critica indicação do pastor
Publicado: 7/03/13 - 22h20
Atualizado: 7/03/13 - 22h34

RIO - O secretário da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais, Beto de Jesus, critica a indicação do pastor Marco Feliciano (PSC-SP) para a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados.

Como avaliou a escolha do Marco Feliciano?

Isso só coroa a ofensiva conservadora fundamentalista que tem acontecido no Brasil nos últimos anos. Chega a ser o cúmulo do absurdo uma pessoa que se pronuncia contra os negros, contra os homossexuais presidir uma comissão que deve resguardar os direitos humanos das pessoas mais vulneráveis.

Da forma que se deu a escolha, o senhor acha que a responsabilidade é de todo o Congresso?

Isso é um jogo de toma lá da cá. Por onde que passa a negociação? Eu sou a sua base de apoio e você garante as minhas benesses, para minha igreja, que não paga imposto. A presidente Dilma vai negociando para se manter no poder.

O que se pode esperar da presidência da comissão com o Feliciano?

Vai ser muita polêmica. O que está por trás do fato de um partido cristão pegar a comissão de Direitos Humanos? Está desmontar qualquer discurso de cidadania, em especial da população LGBT. É uma reação por termos conseguido vitórias no Judiciário, como o direito ao casamento.

Considera que a comissão deixou de existir?

Colocaram a raposa para tomar conta do galinheiro. No momento, a gente tem uma comissão de qualquer coisa e não uma comissão de direitos humanos.

Como o movimento pretende se mobilizar?

A gente está se mobilizando, teve manifestação, aí o presidente da Câmara vergonhosamente faz uma sessão fechada da Comissão de Direitos Humanos.

http://oglobo.globo.com/pais/puseram-raposa-para-cuidar-do-galinheiro-diz-secretario-de-organizacao-gay-7778140

 

Ver mais  POLÍTICA BRASILEIRA

 

..

.