DESAFIO DA BLASFÊMIA

 

Após a onda do desafio do gelo, nova moda nas redes sociais é o desafio da blasfêmia contra Deus
Publicado por Tiago Chagas em 4 de setembro de 2014

 

A matéria me fez lembrar meu amigo virtual Alfredo Bernacchi, foto abaixo:
 

Alfredo Bernacchi, desafia o deus dos cristãos: "Isso aqui é um vulcão. Desafiei o 'criador' dos crentes a ligá-lo e me queimar. Deu em nada!..."


O desafio do balde de gelo inaugurou uma onda de desafios nas redes sociais. No Brasil, internautas desafiam umas às outras a publicarem fotos sem maquiagem. Nos Estados Unidos, a nova moda agora entre os adolescentes é desafiarem uns aos outros a amaldiçoar Deus.

A “brincadeira” iniciada por jovens ateus é chamada de “The Blasphemy Challenge” (“desafio da blasfêmia”, em tradução do inglês), e tem se espalhado entre adolescentes norte-americanos.

A ideia basicamente é desafiar outras pessoas a publicar um vídeo amaldiçoando a Deus ou renunciando à obra do Espírito Santo em sua vida. Entre os mais ousados, há afirmações de que se a pessoa assumir as consequências dessa fala, incluindo a perda da Salvação, descobrirá na verdade que Deus não existe.

Entre os críticos da brincadeira, a jovem Perri Frost, 17 anos, foi ouvida pelo Charisma News e destacou que enxerga uma contradição no desafio da blasfêmia: “Alguns dos adolescentes que parecem mais hostis para com Deus são os mesmos que enfatizam que eles são pensadores racionais. Parece estranho querer insultar alguém que supostamente não está lá”, argumentou.

Os idealizadores do desafio da blasfêmia não negam que seu propósito é promover o ateísmo entre adolescentes cristãos. “É uma forma de expor o barro que é a doutrina cristã”, disse um dos principais divulgadores da “brincadeira” numa entrevista à Fox News.

A ideia surgiu a partir da leitura de Marcos 03:29, em que Jesus diz que “quem blasfemar contra o Espírito Santo nunca terá perdão: é culpado de pecado eterno”. A partir disso, os ativistas ateus querem divulgar o conceito de que se Deus é “incapaz” de perdoar um pecado específico, talvez Ele não perdoe nenhum pecado, ou não exista.

Com esses argumentos, os ativistas ateus desenvolveram o desafio da blasfêmia a fim de levar desprezo e descrédito à fé cristã e os relatos bíblicos.

http://noticias.gospelmais.com.br/desafio-gelo-nova-moda-blasfemia-contra-deus-70889.html

 

Levar "descrédito à fé cristã e os relatos bíblicos" é algo lógico, diante dos relatos de que o deus bíblico teria matado um punha de gente por adorarem deuses dos outros povos, teria feito a terra se abrir e engolir três homens com suas famílias por rebelarem contra Moisés (Número 16).  Dizer quaisquer coisas contra esse deus sem nada acontecer, como não acontece mesmo, é uma forma de mostrar aos crentes que tudo isso é um conto inventado para assustar as pessoas e fazê-las obedecer aos mestres religiosos. 

 

Ver mais  DIVINDADES INÚTEIS

 

..

.