PRETA GIL BRIGA COM O GOOGLE

Hoje cedo, ao escrever "atriz gorda" na busca do Google, encontrei 104.000 resultados, quase todos os primeiros falando a respeito da Preta Gil.  Agora à noite, repedi a busca, encontrei 108.000 (cento e oito mil resultados).   Mas pelo menos a busca deixou de sugerir o nome dela como acontecia no ano passado.  O Google não criou a associação, que foi ação dos internautas, mas conseguiu evitá-la.  Não se poderia condenar o Google.   Ver notícias abaixo:

Preta Gil"A atriz carioca Preta Gil, 33, acionou o seu advogado por conta do resultado de uma busca do Google, que a estaria ofendendo. Ao digitar o termo “atriz gorda” na pesquisa por imagens, o site sugere ao usuário experimentar também a procura pelo nome da atriz.

De acordo com a assessoria de imprensa da Preta Gil, uma reunião com o advogado da atriz foi marcada para a próxima terça-feira (19). A atriz não quis comentar o caso.

Segundo o diretor de comunicação do Google no Brasil, Félix Ximenes, a associação das palavras ao nome da atriz pode se tratar de um “Google bomb”. “É uma armação feita pelos próprios internautas que não dura muito tempo”, disse.

A “bomba do google” é uma manobra para influenciar a classificação de certas páginas nos resultados do buscador. Na maioria das vezes, a ação é feita com fins políticos ou humorísticos por blogueiros. A técnica funciona quando um grande número de páginas com determinadas palavras dão links para o site escolhido.

“Os advogados dela [Preta Gil] ainda não entraram em contato com a gente. Quando ocorrer, vamos ver o que podemos fazer juntos”, disse Ximenes.

O Google usa algoritmos para realizar buscas em seu banco de dados. Havendo um grande número de referências que relacionem dois termos, o sistema automaticamente os associa e sugere ao usuário “experimentar” outra pesquisa.

Recentemente, Preta Gil resolveu mover processo judicial contra alguns veículos de comunicação que a teriam ofendido. Segundo informa em seu blog, a atriz perdeu a paciência com as brincadeiras sobre suas formas físicas.

“Não irei mais aturar piadas que tenham como intenção me diminuir pelo fato de não fazer parte dos padrões de beleza impostos pela mídia de consumo”, escreve a atriz".<http://www.sempretops.com/bizarro/atriz-gorda-cuidado-a-preta-gil-esta-brava/>

O texto acima foi o primeiro de 104.000 (cento e quatro mil), quando digitei hoje no Google "atriz gorda".

 

Notícia mais antiga informa:

22/02/2008 - 13h16

Após ameaça de processo, Google deixa de associar "atriz gorda" a Preta Gil

O Google alterou seu sistema para que as palavras "atriz gorda" deixassem de ser associadas, na busca por imagens, ao nome de Preta Gil. O advogado da cantora carioca, Ricardo Brajterman, informou na semana passada que deve processar a empresa de tecnologia por danos morais.

Mesmo após a interferência do Google, que ocorreu nesta semana, Brajterman reafirmou a intenção de processá-los. "Se eles informarem que tiraram palavra, daí vai ser batom na cueca. Vai ser a prova de que eles têm controle disso", disse o advogado. Apesar de o site não oferecer mais um "Experimente também: Preta Gil", a primeira foto que aparece na busca por "atriz gorda" é de Preta Gil agachada.

 

Reprodução

 

Preta Gil = atriz gorda

O fato de o portal ter retirado a associação, de acordo com o Brajterman, "não muda nada". "Durante um pequeno espaço de tempo, eles abrigaram um ato ilícito."

O Google no Brasil, por sua vez, diz que não recebeu qualquer contato jurídico por parte da cantora.

"Fizemos um 'black list', já que era uma associação indevida", diz Félix Ximenes, diretor de comunicação da empresa. De acordo com Ximenes, o "black list" insere um código no sistema, "dizendo que não há parâmetro entre uma coisa [atriz gorda] e outra [Preta Gil]".

O Google usa algoritmos para realizar buscas em seu banco de dados. Havendo um grande número de referências que relacionem dois termos, o sistema automaticamente os associa e sugere ao usuário "experimentar" outra pesquisa. Neste caso, internautas fizeram uma manobra para influenciar a classificação de certas páginas nos resultados, chamada "Google Bomb".

"Nós explicamos ao algoritmo que não há associação, que ele deve parar de fazê-la", explica Ximenes.

Em entrevista à Folha Online, na semana passada, Preta Gil classificou o caso como "uma grande sacanagem". De acordo com a coluna Zapping desta sexta-feira, seu personagem sumirá da novela "Caminhos do Coração" (Record). <http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u374975.shtml>

O que observo aí é que o Google não fez nada contra a atriz, mas simplesmente os internautas se aproveitaram da alta tecnologia do buscador para criar a associação das palavras.  

 

A AMEAÇA MAIOR FOI ESTA:

15/02/2008 - 19h24

"É uma grande sacanagem", diz Preta Gil sobre busca do Google

"É uma babaquice, uma grande sacanagem." É essa a opinião da cantora carioca Preta Gil, 33, sobre o resultado de uma busca por imagens no Google ("atriz gorda") associada a seu nome. Apesar de entender que o sistema do site é influenciado pelos internautas, a atriz de "Caminhos do Coração" (Record) diz que a decisão sobre processá-lo ou não é de seu advogado.

"Eles [o Google] não têm culpa. É uma questão dos usuários", disse à Folha Online no início da entrevista. A filha do ministro Gilberto Gil (Cultura) afirmou ter recebido uma ligação do diretor de comunicação do Google no Brasil, Félix Ximenes, que lhe explicou como funciona o sistema do buscador.

O Google usa algoritmos para realizar buscas em seu banco de dados. Havendo um grande número de referências que relacionem dois termos, o sistema automaticamente os associa e sugere ao usuário "experimentar" outra pesquisa. Neste caso, internautas fizeram uma manobra para influenciar a classificação de certas páginas nos resultados.

  Reprodução  

"O Félix, do Google, me ligou. Ele disse que estão chateados com tudo isso. Não tem como evitar, porque o computador é quase um ser humano e quanto mais pessoas associam meu nome com a palavra, mais acontece isso. Fui pega de surpresa, quem me avisou foram vocês."

Já no fim da conversa, Preta pediu para a reportagem entrar em contato com seu advogado, Ricardo Brajterman, pois ele daria uma resposta definitiva. "Isso está na mão dele", informou.

Seu advogado, no entanto, discorda da empresa de internet e diz que Preta irá, sim, processar o portal.

"Ela ficou meio 'assim' com as tais explicações que esse Félix [Ximenes] deu, mas não existe essa história", afirmou. "Essa desculpa não cola. O sistema foi criado por quem, por Deus? É só desfazer o sistema! Vamos abrir o processo [por danos morais] na segunda-feira (18)."

A Folha Online tentou entrar em contato com o representante do Google novamente no início dessa noite, por telefone, sem sucesso. Na tarde desta sexta-feira, Ximenes informou que iria tentar chegar a um acordo com o advogado de Preta Gil.

<http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u372857.shtml>

Pensei na época:  Algum juiz iria julgar a favor de destruir um sistema de alta tecnologia que beneficia o mundo inteiro por causa de uma única pessoa? 

Mas, como vimos, o Google conseguiu contornar o problema com a criação da black list e impedir essa associação.   Entretanto outras sempre podem surgir.    Hoje mesmo saiu esta notícia:  "A vítima da vez é o clube de futebol gaúcho Grêmio. Quem escrever a palavra “gay” no campo de buscas do serviço e não der enter, verá que o Google sugere como termo mais correto a ser buscado a palavra “Grêmio”. A troça é fruto de uma técnica chamada de “Google Bombing” e provavelmente tem como autores torcedores do arqui-rival do tricolor gaúcho, o Internacional de Porto Alegre." <http://www.marketinginternetdigital.com.br/Noticias,26/Gremio_e_nova_vitima_Google_Bombing/>

Como tudo que se cria para o bem pode ser usado par ao mal, o sistema do Google não foge à regra.  Seria muito absurdo destruir um sistema de busca tão importante por causa de uma pessoa que se vê ofendida outras que nada têm a ver com os criadores do mecanismo de busca.  É querer demais.  O Direito não chegaria a tanto. 


Ver mais DIREITO

Para abrir em nova janela, mantendo esta página aberta, pressione SHIFT ao clicar no link.

- -

BUSCA
Google

PROCURE NA CAIXA ABAIXO